fevereiro 12, 2011
Procuro um homem que ame os animais e a natureza ; e que tenha coragem de fazer amor entre as arvores .Obs. : com uma citronela do lado né!
Que goste de sentar em uma mesa de bar ;  tomar uma cervejinha e ri um pouco da vida! Os: Em Belo Horizonte é o que mais tem!
Que goste de comer um arrozinho com  feijão e taioba refogadinho, mais angu e torresmo. Essa é a comida que mais gosto. Fora o torresmo , né!
Que agüente minhas frescuras de vegetarianismo  e vida saudável. Ob: Quem sai com vegetariano gasta menos! Rs………..
Que odeie axé e funk . E que goste de Rock , jazz e outras músicas tidas de velho hoje em dia!  Ob: São as melhores !
Que agüente me ver tentando ser cantora de vez em quando e se sentindo a melhor cantora do mundo! Com um inglês relativamente  razoável! Rs…..
Que não tenha ciúmes quando me derreto por algum homem em frente a tv . Ob: Até parece que eu vou ter chances com aquele rapaz que nem sabe que eu existo! Rs….
Ah ! E que adore dançar músicas de orquestra ou pelo menos não fique envergonhado de me ver dançando!
Que não perca a paciência em esperar eu me arrumar para sairmos!
Que não seja interesseiro! Ob: porque em dia tem homem interesseiro também!
Eu adoro sinceridade também . Por que eu sou !
Que não seje meloso de romântico. Romântico demais , a gente acaba sendo picada por  abelhas! Rs………
Que não fique falando “eu te amo’  a todo momento. Pois a atitude vale mais que palavras!
Que tope um programa de índio de vez em quando. Ex. Piquenique no parque das mangabeiras ouvindo Michael buble e John legend. Ob: E falo não quero homem romântico! Rs…………
Que me fale sim , quando eu estiver um pouco gordinha. Porque tenho fobia de gordura!
Que seja hetero . Não quero ser refugio de gay que não  se assumi e arranja namorada só para fingir que gosta da fruta! K,k,k,k,……
Que não fique comigo pensando em outra! Passado é passado! Pelo menos para mim é. Ficar lamentando não vai trazer ninguém de volta. Só vai fazer mal a você próprio..
Que adore filmes de suspense , comédias e filmes que nós põe para meditar sobre a vida .
Que acredite que a vida não acaba aqui . Que não seje materialista . Ob: Ao ponto de querer ser enterrado com o próprio  carro ! Rs…….. Teve um maluco que quis ser enterrado com a sua Ferrari. Talvez queria arranjar muita gatinha do outro lado! Rs……….
Que seja uma pessoa que tenha amor próprio. Pois antes de amar alguém  ; temos que nós amar em primeiro lugar. Só nos amando e nos respeitando , iremos encontrar a felicidade. Felicidade em todos os sentido . Não só na relação homem/mulher. Pois a felicidade não esta só nisto!
Falar em felicidade ; que seja uma pessoa que a encontre nas pequena coisas e momentos da vida! Que saiba ser feliz sozinho , se por acaso o relacionamento não for para frente, Por favor que não seja psicopata! Rs……. Que saiba aceitar o fim de uma relação. É aí que entra o amor próprio também! Pois as vezes lamentamos por um namoro que acabou, sem notar que logo a frente pode aparecer uma pessoa bem melhor. E que irá nos fazer pensar: O que eu vi naquela pessoa do passado!
Que veja a vida como um grande presente de Deus. E que agradeça sempre por este presente.
Falar em Deus . Que acredite nesta luz .Mesmo nos momento difíceis. Pois os momentos difíceis são apenas ensinamentos!
Que não seje minha metade. Ninguém é metade de ninguém . Somos inteiros. Inteiros que se gostam.
Que não acredite em alma gêmea. Pois existem diferenças!
Que me aceito como ‘sou’ . Se esse meu “ser’ não te faça infeliz! Não te traga dores.
Enfim…………………………….Que não seja um príncipe no cavalo branco. Príncipes não existem. Se quer um , vai morar na Inglaterra!! Rs……………..

janeiro 1, 2011

Semana passada eu vi uma “nobreza” vinda de um cliente meu que tem uma seguradora. Eu vi este cliente crescendo . Começou com poucos funcionários . Hoje tem vários Uma dona estava pedindo uma ajuda para a filha. Ele poderia ter desconfiado dela. Ainda mais hoje em dia com tanta gente usando droga , quem nunca desconfiou de um pedido na rua! Mas ele ajudou. Tirou 100 reis da carteira e deu a ela . Confesso que fiquei arrepiada. Só eu vi este momento e ele não notou isto . Estava passando em frente Semana passada eu vi uma “nobreza” vinda de um cliente meu que tem uma seguradora. Eu vi este cliente crescendo . Começou com poucos funcionários . Hoje tem vários Uma dona estava pedindo uma ajuda para a filha. Ele poderia ter desconfiado dela. Ainda mais hoje em dia com tanta gente usando droga , quem nunca desconfiou de um pedido na rua! Mas ele ajudou. Tirou 100 reis da carteira e deu a ela . Confesso que fiquei arrepiada. Só eu vi este momento e ele não notou isto . Estava passando em frente a firma na hora. A senhora agradeceu tanto. Disse que ele tinha salvado a filha dela. Talvez estava precisando de remédio. Minha vontade era de bater palmas para este senhor . Mas não quis intrometer no momento. As vezes penso: A gente compra tanta coisa boba com 100 reais , principalmente nós mulheres, e tanta gente que é salva pelo mesmo valor . Tanta gente que precisa de pouco para ser feliz. Precisa de pouco para matar a fome , comprar um remédio , um saco de leite!! Ser nobre não é ser príncipe em algum país, não é ter coroa cravejada de ouro e nem ter um sobrenome ! Ser nobre é ser amigo, caridoso, paciente , compreensivo , saber perdoar . É seguir o que os mais nobres dos nobres nos ensinou! Amar! Amar ! Amar!! a firma na hora. A senhora agradeceu tanto. Disse que ele tinha salvado a filha dela. Talvez estava precisando de remédio. Minha vontade era de bater palmas para este senhor . Mas não quis intrometer no momento. As vezes penso: A gente compra tanta coisa boba com 100 reais , principalmente nós mulheres, e tanta gente que é salva pelo mesmo valor . Tanta gente que precisa de pouco para ser feliz. Precisa de pouco para matar a fome , comprar um remédio , um saco de leite!! Ser nobre não é ser príncipe em algum país, não é ter coroa cravejada de ouro e nem ter um sobrenomSemana passada eu vi uma “nobreza” vinda de um cliente meu que tem uma seguradora. Eu vi este cliente crescendo . Começou com poucos funcionários . Hoje tem vários Uma dona estava pedindo uma ajuda para a filha. Ele poderia ter desconfiado dela. Ainda mais hoje em dia com tanta gente usando droga , quem nunca desconfiou de um pedido na rua! Mas ele ajudou. Tirou 100 reis da carteira e deu a ela . Confesso que fiquei arrepiada. Só eu vi este momento e ele não notou isto . Estava passando em frente a firma na hora. A senhora agradeceu tanto. Disse que ele tinha salvado a filha dela. Talvez estava precisando de remédio. Minha vontade era de bater palmas para este senhor . Mas não quis intrometer no momento. As vezes penso: A gente compra tanta coisa boba com 100 reais , principalmente nós mulheres, e tanta gente que é salva pelo mesmo valor . Tanta gente que precisa de pouco para ser feliz. Precisa de pouco para matar a fome , comprar um remédio , um saco de leite!! Ser nobre não é ser príncipe em algum país, não é ter coroa cravejada de ouro e nem ter um sobrenome ! Ser nobre é ser amigo, caridoso, paciente , compreensivo , saber perdoar . É seguir o que os mais nobres dos nobres nos ensinou! Amar! Amar ! Amar!! e ! Ser nobre é ser amigo, caridoso, paciente , compreensivo , saber perdoar . É seguir o que os mais nobres dos nobres nos ensinou! Amar! Amar ! Amar!!

novembro 15, 2008
ESPECIAL STUM: SIM, NÓS PODEMOS MUDAR!

Quando, no domingo do GP de Fórmula 1, assisti ao desfecho tão emocionante que coroou, bem na última curva, o jovem Hamilton campeão do Mundo, percebi que o Universo estava em ação. Massa fez com brilho e categoria a sua parte vencendo em Interlagos, mas dependia de fatores outros e a chuva “providencial” se encarregou de solucionar tudo: deu-lhe durante uma volta a coroa e a tirou bem na última curva… Testemunhamos um momento histórico, sem a menor dúvida.

Finalmente, na terça-feira, dia 4, tivemos a grande eleição presidencial nos EUA, após dois anos de acirrada campanha eleitoral.
De um lado, Mc Cain representando os conservadores e suas velhas idéias: o lema “Country first” (primeiro nosso país), a palavra-chave “terrorismo” sempre presente no roteiro de seus obsoletos e engessados marqueteiros, que chegaram a tachar o oponente de “internacionalista” e “redistribuidor de renda” – como se essas virtudes fossem crime – em custosas campanhas na TV, com a maioria das redes dando apoio explícito, junto dos costumeiros lobbies e contando maciçamente com os “grandes (ou muito grandes) doadores”…

Do lado de cá, Barak Obama, um jovem senador radicado em Chicago, conciliador, brilhante e autêntico, extravasando espírito comunitário, calor humano, simplicidade, humildade, predisposição ao diálogo e desejo de construir pontes. Os “Change – Yes We Can” (Mudar – Sim, nós podemos), “One World, One Dream” (Um Mundo, Um Sonho), foram os lemas da campanha, ideais baseados na Unidade e na Integração… Esses valores da Alma mobilizaram milhares de voluntários que fizeram de suas casas comitês de campanha, deram seus e-mails e telefones a pessoas indecisas ou que talvez nem votassem, para informá-las sobre o candidato e seu programa de governo.
E aí entrou a Internet com a bem sucedida utilização dos sites de relacionamentos, que funcionaram em nível mundial, inclusive, simulando ainda como o mundo votaria no pleito, e a vitória foi total, esmagadora.
Bom, talvez o mais importante tenha sido o aspecto das doações!
Mais de três milhões de pessoas físicas contribuíram, a maioria com pequenas quantias, a partir de 5 dólares (10 R$), garantindo no fim arrecadação arrasadora (mais de 1.5 bilhão de dólares – mais de 3 bilhões de Reais!). Algo até então absolutamente inédito (Especialistas afirmaram que sem a Net Obama não se elegeria).
Clique aqui e visite o site do Obama onde está seu programa de governo com transparência total e comunicação aberta com quem quiser, pessoas como eu e Você…(em Inglês). Graças a essa enorme participação popular fica menor o comprometimento com os interesses particulares dos grandes grupos de poder.

Sim, foi possível! O resultado todo mundo sabe.
Veja bem, a consagração de Obama pelas urnas é algo simplesmente inimaginável, se pensarmos que somente em Julho de 1964 (lembro como se fosse ontem – estava com 19 anos), nove meses após a morte de John Kennedy – que o inspirou -, o “Civil Rights Act” (A Legislação dos Direitos Civis) entrou em vigor acabando finalmente com a abominável segregação racial nas escolas, nos lugares públicos e no trabalho…
Mais uma pedra miliar no caminho da Humanidade.

Outros momentos mágicos, inesquecíveis, que desta vez tive a possibilidade de acompanhar ao vivo seguiram…
– Fiquei sofrendo na torcida até as 2 da manhã quando, finalmente, as projeções de boca de urna da CNN deram a vitória com margem esmagadora, passando pelo discurso final do derrotado Mc Cain, que foi de uma nobreza ímpar dizendo:
“O povo escolheu. Tive a honra de saudar o novo Presidente dos Estados Unidos. É um dia histórico”.
– Demorou para o Obama finalmente aparecer perante o imenso público que lotava o Grant Park (descobri depois pelas
fotos que ele estava assistindo ao pronunciamento do antagonista); fiquei levemente decepcionado pela expressão um pouco cansada, séria, afinal, tinha triunfado levando junto a maioria absoluta na Câmara, no Senado, nos Governos dos Estados… talvez pelo peso de ter agora de levar a cabo tarefa esmagadora e complexa, causada sobretudo pela situação desastrosa da economia (que, por outro lado, com certeza o ajudou nas urnas).

O espetáculo. Era emocionante olhar para os rostos das pessoas de todas as raças e idades, que riam, choravam, pulavam, se abraçavam comovidas e felizes ou que simplesmente estavam lá fazendo parte da história.
Quantas pessoas, não somente nos EUA, mas na África, aqui no Brasil, na Europa com seus milhões de extra-comunitários clandestinos, conseguiram finalmente olhar para cima e levantar as mãos ao céu, extravasar sua felicidade sentindo-se por fim também contempladas com um merecido “título mundial”, algo que efetivamente não tem dinheiro que pague!

O discurso da vitória foi extraordinário, começando por agradecer principalmente todo o pessoal de campanha que se mobilizou incansavelmente; o que me marcou foi a clara manifestação sobre a mudança de valores. Ele disse:
“Esta noite temos demonstrado mais uma vez que a verdadeira força de nossa nação não nasce do poder das armas ou das riquezas, mas da vitalidade dos ideais: democracia, liberdade, oportunidade e esperança”.
A postura firme e serena, a oratória simples, direta espalhavam alento e fraternidade não somente aos presentes, mas também aos que assistiam à celebração em toda parte do mundo. Os cortes das câmeras mostravam a mais vibrante alegria do povo nas mais distantes regiões da Terra, mesmo que o fuso horário por vezes não ajudasse muito.
Eu fui um desses seres, agradecendo ao Universo por mais este sinal, quando Obama, terminando sua fala, proferiu estas palavras que me fizeram compreender por que tinha ficado esperando tanto: …”and reaffirm that fundamental truth – that out of many, we are one”… (E reafirmar aquela verdade fundamental – que, de muitos, somos um só)…

Todos sabem que a missão do presidente eleito não será fácil, muito pelo contrário, mas somente o fato dele ter chegado lá é de enorme importância para todos e recoloca nos EUA a tocha da esperança de uma nova ordem de respeito às minorias, ao meio-ambiente e aos direitos humanos. A economia ainda, por algum tempo será o foco da atenção, mas nunca mais voltará a ser como antes; chegaremos em breve – espero de coração – a viver muito mais o essencial, tendo o básico (moradia, educação e saúde) equacionado após o inevitável desabamento do sistema financeiro, deslocando prioridades e energias, com apoio da maioria que deseja cada vez mais paz, justiça, igualdade e equidade.
Começará pra valer o resgate de nossa natureza divina, de nossa força, da manifestação de nossa missão de vida, encaixando nossa contribuição, peça preciosa e única, no quebra-cabeças infinito, um majestoso mosaico em evolução permanente…
Percebe agora o quanto já andamos pra frente em poucas gerações!?

Missão cumprida. Obrigado Miriam Makeba!
Perguntei aos meus companheiros no STUM se conheciam “Mama África” esta incrível cantora nascida na África do Sul do apartheid… deu negativo; talvez sejam todos eles novos demais. Para mim ela foi tão importante quanto Nelson Mandela na luta pela igualdade de direitos, pela mudança das péssimas condições de vida de seus compatriotas, se tornando a embaixadora de todos os oprimido pelos governos racistas mundo afora.
Miriam “voltou para a casa do Pai” neste último Domingo.
Quis participar, ela que não cantava fazia três anos (em 2005 tinha realizado uma memorável turnê de despedida nos mais importantes países do planeta) de um concerto em Castel Volturno, no sul da Itália, onde a Camorra (A máfia napolitana) ainda dita as leis e elimina sem piedade quem ousa desafiá-la. Um testemunho de coragem, de comprometimento com os valores reais, permanentes da existência. Recebeu literalmente no palco da vida o último grande aplauso e com sua presença e sua partida, logo após ter terminado seu repertorio, trouxe à tona para o mundo inteiro a situação insustentável de tantos irmãos que lá moram como se fosse o próprio Soweto, o gueto nos subúrbios de Joanesburgo. Ela, aos 76 anos, entregou o bastão e seu legado – já feliz e realizada, com certeza – para outros irmãos corajosos e determinados que possam ajudar a mudar ainda mais este pequeno planeta azul.

Sim, é possível ter um grande sonho e realizá-lo. Mesmo pertencendo a minorias, mesmo tendo nascido pobre… o Universo conspira, SIM, quando nosso propósito é legítimo e nos dispomos a aceitar todos os desafios decorrentes dele.
Podemos fazer nossa parte aqui mesmo, buscando nosso caminho, a missão real, não aquela que nos garanta somente louros ou lucros. Podemos disseminar a Unidade com nosso exemplo, construindo pontes à nossa volta, vivendo com coragem e determinação a Verdade. Somos, e V. também, se chegou até aqui, Obreiros da Luz, ainda recatados, um pouco tímidos, mas estamos, sim, contribuindo consciente e sutilmente para transformar o que aí está.
Vamos celebrar com alegria mais este passo fundamental e fortalecer nossa confiança no universo, com a certeza de uma colheita farta; vamos fazer a nossa parte assim como os irmãos americanos fizeram a deles? Sim, nós podemos!
Namastê
Sergio STUM

novembro 8, 2008
Cheios de Boas Intenções, por Rafael Jacobsen



 
 
O que há de comum entre a modelo Isabeli Fontana, o ornitólogo Alexandre Aleixo e um macaco bonzinho? Para responder essa pergunta aparentemente sem nexo, é melhor conhecermos um pouco mais de cada um deles.
 
Isabeli Fontana é uma famosa modelo brasileira que, no dia 24 de outubro de 2008, teve a felicidade de comemorar os dois aninhos de seu caçula, o Lucas. Isabeli montou um pequeno zoológico na festa. “Fiz questão de colocar os bichinhos para as crianças terem esse contato com a natureza, que eu acho muito importante”, explicou. A decisão da fez sucesso entre os pequenos convidados do aniversário. O aniversariante adorou a surpresa e mostrou afinidade com os coelhos e seus filhotinhos. “Levar para casa, nem pensar”, alertou a top. As fotos veiculadas pela imprensa mostram um pouco de como foi lúdico e bucólico esse pretenso “contato com a natureza”: patos, coelhos , galinhas e outros bichos se espremiam em gaiolas minúsculas, muito provavelmente em um ambiente cheio de gritos de crianças entremeados às mais novas pérolas da música infantil. A imprensa não entrou em detalhes a respeito do cardápio, mas não é difícil adivinhar que cachorrinhos-quentes, coxinhas e doces atolados e ovos e laticínios marcaram presença.
 
Já Alexandre Aleixo é um ícone da ornitologia e da preservação ambiental no Brasil. Além disso, é exímio caçador de passarinhos. Em suas pesquisas na floresta, sempre leva uma espingarda calibre 16. Derruba das árvores tucanos, mutuns e arapaçus. À bala. Os animais abatidos são empalhados e levados para a coleção de ornitologia de um museu no Pará. Apesar de admitir que, no começo, não foi fácil matar os animais para estudá-los, hoje se sente tranqüilo com o ato, pois, como aprendeu com seus sábios professores, não há alternativa senão “coletá-los”. Outro aspecto que lhe serve para apascentar a alma e dormir em paz de noite com seu travesseirinho é, em suas próprias palavras, o fato de não se considerar “um indivíduo de uma espécie especial e glorificada da natureza, como muitos entendem a humanidade”. Essa lição de humildade o fez ver que o hábito humano de sacrificar animais não é isolado na natureza, pois os predadores fazem isso como atividade essencial para sua sobrevivência. De acordo com a lógica nada lógica de Aleixo, se o leão da savana africana está com fome e ataca o gnu, podemos fuzilar pássaros tranqüilamente. Uma coisa leva à outra, é claro.
 
E o macaquinho? Pois bem: num canto do Brasil, vivia um macaco que era conhecido por sua extrema bondade e por gostar de ajudar os outros animais. Um dia, o macaco aproximou-se de um rio e ficou observando suas águas claras. Viu um pequeno peixe que passeava em busca de alimento, sem se preocupar com a sua presença. O macaco ficou então muito preocupado, achando que o peixe estava com frio e poderia morrer afogado naquele imenso rio. Resolveu ajudar o pobre peixinho. Arriscando-se em cima de um tronco que flutuava, conseguiu agarrar o peixe em seu passeio. Sentiu então que ele estava gelado e pensou no frio que ele, pobrezinho, tinha passado, sem que ninguém o ajudasse. Decidiu então levá-lo para casa e esquentá-lo em seus pêlos. Ao acordar na manhã seguinte, viu que o peixinho estava morto. Ficou triste, mas não se preocupou demais, pois sabia que tinha tentado tudo para ajudar o amigo.
 
E então: o que há de comum entre eles? Basicamente duas coisas. A primeira é que adoram os animais e a natureza. A segunda (e mais perigosa) é que estão cheios de boas intenções.
 
O que nenhum dos três aparentemente sabe é que para “cuidar” dos animais e da natureza não precisamos gostar deles, nem ao menos ter boas intenções. Basta que respeitemos os animais como seres sensíveis e conscientes que são e a natureza toda como o mecanismo poderoso que é e do qual somos apenas uma ínfima peça. Não precisamos fazer muito. Aliás, não precisamos fazer nada. Precisamos, sim, deixar de fazer muitas coisas. Precisamos parar de encarar animais como produtos, que servem para tudo, desde nos fornecer comida até fazerem as vezes de objetos de decoração em nossas festas, lado a lado com balões e bonecos de plástico. Precisamos parar de encarcerar animais para exibi-los e, ainda, acreditarmos que, com isso, fazemos o bem. Precisamos parar de, pretensiosamente, acreditar que a salvação da natureza está em nossas mãos e que, se julgarmos preciso, devemos fuzilar animais para catalogá-los. Precisamos parar de pensar de maneira antropocêntrica e aceitar as mais simples verdades: animais não gostam de estar em gaiolas, animais não querem ser comidos, animais têm o seu ambiente natural e não se importam nem um pouco com nossos catálogos. Assim procedendo, estaremos aptos para encarar a mais elementar (mas também a mais desconcertante) dessas verdades: a natureza não precisa de nós, humanos, para nada. Pelo contrário, o que de melhor podemos fazer por ela é deixá-la em paz.
 
Na ânsia de conhecer, de compreender, de admirar a beleza associada à natureza e aos animais, fazemos as piores atrocidades possíveis. Mas sempre cheios de boas intenções.
 
Esquecemos, porém, que há um “certo lugar” que está repleto de pessoas assim como nós, cheias de boas intenções. O inferno? Sim, mas não um mítico e sulfuroso inferno post mortem: com tantas boas intenções, o inferno é aqui e agora.

Para receber este informativo, escreva para institutoninarosa-subscribe@yahoogrupos.com.br.

 

__._,_.___

Contida em meu pensamento

setembro 10, 2008

Hoje estou um pouco contida, massacrada, com o coração doído; envergonhada por pertence a raça humana. Não fui trabalhar. Não tive ânimo. Não tive forças. Fui toda sugada pela noite mal dormida em choro e prantos. Por pedir a “Deus” forças para aguentar a falta de respeito do ser que se diz “humano”! Fiquei assim por um “amor” que se instala cada dia em meu peito  . O amor aos animais!!!

Não acredito que se pode chamar isto de “Projeto Vida”

http://br.youtube.com/watch?v=bu52GaJOdXo

setembro 10, 2008

Daria meu corpo e minha alma em sacrifício também.Mas não pela humanidade; e sim pelos animais.Tendo a certeza que depois desta prova de amor , os animais  recebessem mais respeito e dignidade pelos homens, e parassem de ser tratados como produtos de consumo!

setembro 10, 2008

“A vida me ensinou a nunca desistir
Nem ganhar, nem perder mas procurar evoluir
Podem me tirar tudo que tenho
Só não podem me tirar as coisas boas que eu já fiz
pra quem eu amo
E eu sou feliz e canto e o universo é uma canção e
eu vou que vou
História, nossas histórias
Dias de luta, dias de glória

História, nossas histórias
Dias de luta, dias de glória
Hoje estou feliz, acordei com o pé direito
E vou fazer de novo, vou fazer muito bem feito
Sintonia, telepatia, comunicação”

 
Chorão

Sí melhorar

julho 31, 2008
Não devemos tentar ser melhor que os outros; e sim ser melhor para os outros.

Vaca sacrificada por time de futebol

julho 31, 2008

Essa matéria saiu no jornal de esportes da globo e me deixou chocada! Como o ser humano pode ser tão atrasado assim meu “Deus”. Existem pessoas em nosso meio que ainda estão com mentalidade de tempos das cavernas.
O pior é que depois dessa babaquisse que eles fizeram a seleção não ganhou a partida.
Idiotas!!!!!
http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/Campeonatos/0,,MUL284290-4840,00.html

Valores revertidos

julho 31, 2008

Essa semana me deparei com uma cena que me entristeceu bastante: Um senhor com um “saquinho desses que fica no rins”, pedindo dinheiro no sinal.
Aquela cena me pôs para refletir um momento a respeito dos valores que hoje imperam na nossa sociedade, que de uns tempos para cá estão tão deturbados. A “minha ficha” anda caindo muito à respeito disso.
Enquanto uma pessoa dessas fica pedindo dinheiro no sinal para comprar um remédio para sua doença, uma boazuda mostra a “bunda fotojopada” para uma revista e ganha milhões. É inacreditável, mas é a realidade.
No nosso país se você quer ganhar um bom salário, faça o favor de pedir a “Deus” para nascer boazuda ou um jogador de futebol , tá!
O problema é que este senhor estava sendo ignorado , apesar da bolsa cheia de “xixi” à mostra.Com certeza se fosse uma “gostosa siliconada” que estivesse oferecendo o “rabo” em troco de dinheiro , todo mundo teria para dar não é? Cazuza , o brasil já tá mostrando a sua cara! Beijos!